Começo a conhecer-me.

Começo a conhecer-me. Não existo.
Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram,
ou metade desse intervalo, porque também há vida …
Sou isso, enfim …
Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulhos de chinelos no corredor.
Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo.
É um universo barato.

Alvaro de Campos

Advertisements

3 thoughts on “Começo a conhecer-me.

  1. Eu acho que nem preciso dizer nada sobre estas palavras que tu sabes bem como eu gosto delas.. :)
    Ah, mas e tu livra-te de ‘abandonares’ isto, hun? é que senão lá terei de vir aqui todos os dias, deixar um daqueles meus comentários tontos e a estragar-te isto tudo! queres, queres? :p

    *

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s