Nós e o mundo e o mistério de ambos.

a

Se a nossa vida fosse um eterno estar-à-janela, se assim ficássemos, como um fumo parado, sempre, tendo sempre o mesmo momento de crespúsculo dolorindo a curva dos montes. Se assim ficássemos para além de sempre! Se ao menos, aquém da impossibilidade, assim pudéssemos quedar-nos, sem que cometêssemos uma acção, sem que os nossos lábios pálidos pecassem mais palavras!
Olha como vai escurecendo!… o sossego positivo de tudo enche-me de raiva, de qualquer coisa que é o travo no sabor da aspiração. Dói-me a alma… Um traço lento de fumo ergue-se e dispersa-se lá longe… Um tédio inquieto faz-me não pensar mais em ti….
Tão supérfluo tudo! Nós e o mundo e o mistério de ambos.

Bernardo Soares, in Livro do Desassossego

Advertisements

One thought on “Nós e o mundo e o mistério de ambos.

  1. Mais outra daquelas que estão guardadinhas.. só que aqui não posso levar comigo xD
    E o texto, oh nem digo nada, aliás até é melhor, que isto hoje não está muito famoso.. e a propósito disso, n sei se te apetece passar lá no outro coiso (e estás melhorzita?), que eu já levei com mais uma * e n sei que fazer mais (: *

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s